Línguas Indígenas

Quando falamos de línguas indígenas, a primeira coisa que se pensa é que todos os povos falam Tupi.

linguasmed

Isto não está correto. O Tupi é um tronco linguístico e não uma língua. Esta confusão acontece porque muitas palavras do vocabulário brasileiro têm origem nas línguas da família Tupi-Guarani.

Além disso, existe mais de 154 línguas e dialetos indígenas no Brasil!

Você imaginava que eram tantas assim?

As línguas indígenas são todas parecidas? Elas têm origens comuns?

Algumas são mais semelhantes entre si do que outras, mostrando que elas têm origens comuns, apesar de ter sofrido mudanças ao longo do tempo – que chamamos de processos de diversificação.
Como entender as diferenças entre as línguas?

Os especialistas no conhecimento das línguas (os lingüistas) estudam as semelhanças e as diferenças entre elas e as classificam em troncos e famílias linguísticas.

O tronco linguístico é um conjunto de línguas que têm a mesma origem. Essa origem é uma outra língua mais antiga, já extinta, isto é, que não é mais falada. Como essa língua de origem existiu há milhares de anos, as semelhanças entre todas as línguas que vieram dela são muito difíceis de ser percebidas.

A família linguística é um conjunto composto por línguas que se diferenciaram há menos tempo. Veja o exemplo do Português.

O Português pertence ao tronco Indo-Europeu e à família Latina.

Você acha que o Português deve se parecer mais com o Francês e o Espanhol, ou com o Russo, o Gaulês ou o Alemão?

Acertou se respondeu com o Francês e o Espanhol; é claro, são da mesma família! Mas… isso não significa que todo mundo que fala Português, entende ou fala, por exemplo, o Francês. E vice-versa. Mas as duas línguas têm muitas semelhanças. Devem ter sido mesmo muito parecidas quando começaram seu processo de diversificação. Se compararmos o Português e o Russo, quase não há semelhanças, as diferenças entre essas duas línguas são enormes! Isso acontece porque, apesar de serem de um mesmo tronco, pertencem a famílias linguísticas diferentes: o Português é da família Latina e o Russo é da família Eslava.

Com as línguas indígenas é a mesma coisa!

Há línguas de uma mesma família que têm muitas semelhanças, e existem aquelas que pertencem a famílias linguísticas diferentes e, por isso, não são nada parecidas.

E há, ainda, línguas que pertencem a troncos distintos, aumentando ainda mais a diferença entre elas.

Descubra como são classificadas as línguas indígenas no Brasil

No Brasil, existem dois grandes troncos, o Macro-Jê e o Tupi.

Dentro do tronco Tupi existem 10 famílias lingüísticas e no Macro-Jê, 9 famílias.

Há também 20 famílias que apresentam tão poucas semelhanças que não podem ser agrupadas em troncos lingüísticos.

Para saber o que é um tronco e uma família linguística, veja a pergunta anterior.

Veja como algumas palavras são escritas nas diferentes línguas da família Tupi-Guarani.

Abaixo alguns exemplos de como são escritas palavras como pedra, fogo, jacaré, pássaro e onça nas línguas da família Tupi-Guarani!

Veja as semelhanças e as diferenças entre as palavras!

Família Tupi-Guarani (Tronco Tupi)
PalavrasLíngua
Guarani Mbyá
Língua
Tapirapé
Língua
Parintintin
Língua
Wajãpi
Língua Geral
Amazônica
pedra itá itã itá takúru itá
fogo tatá tãtãtatátátatatá
jacaré djakarétxãkãré djakaré iakáre iakaré
pássaro gwyráwyrãgwyráwýra wirá
onça djagwareté txãwãrãdja´gwára iáwaiawareté
Fonte: Povos Indígenas no Brasil do Instituto Socioambiental
Frases e palavras na língua tuyuka

Os Tuyuka vivem no norte da Amazônia, próximos ao rio Negro e ao rio Uaupés.

As crianças tuyuka falam pelo menos duas línguas, o Tuyuka, que é a língua do pai, e a língua da mãe, que costuma ser o Tukano.

Você já ouviu alguma palavra em Tuyuka?

Assista ao vídeo!


Agradecemos ao Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS-SP) pela edição deste vídeo

Palavras na língua kaingang

O povo Kaingang, que vive nos estados de São Paulo, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, soma hoje mais de 30.000 pessoas.

Para ajudar na reprodução de sua língua, alguns professores kaingang e não indígenas mantêm o site Kanhgág Jógo - onde todo o conteúdo é escrito em Kaingang!

Você sabe como se fala "criança" em Kaingang? Não?

Aprenda algumas palavras nessa animação feita pelo Canal Futura!

Assista ao vídeo!

Conheça palavras indígenas que foram incorporadas no vocabulário brasileiro

Existem muitas palavras, como nomes de coisas, lugares, animais, alimentos, que têm origem nas línguas da família Tupi-Guarani, como aquelas que eram faladas pelos índios Tupinambá e Tupiniquim.

Veja abaixo palavras da língua Tupinambá que foram incorporadas no vocabulário dos brasileiros. Você se surpreenderá!

Palavras em Tupinambá usadas para nomear lugares, serras e rios
Aratuípe"no rio dos caranguejos"
Comandatuba "feijoal"
Jacareí "rio dos jacarés"
Jundiaí "rio dos bagres"
Pavuna "lagoa escura"
Paraíba "rio ruim"
Sergipe "no rio dos siris"
Una "rio preto"
Araraquara"formigueiros de arará"
Boracéia"dança"
Butantã "chão dura"
Caraguatatuba "gravatazal"
Itaim"pedrinhas"
Ipiranga "rio vermelho"
Itaquaquecetuba "lugar onde há muita taquara-faca"
Jabaquara"esconderijo de fugitivos"
Jaguariúna"rio preto das onças"
Moji-Mirim"rio pequeno das cobras"
Piracicaba"lugar onde chegam os peixes"
Paranapiacaba"mirante do mar, lugar onde se vê o mar"
Ubatuba"lugar onde há muita cana para flechas"
Palavras em Tupinambá usadas para nomear animais e plantas
AvesJacu, urubu, seriema
Insetossaúva, pium
Peixesbaiacu, traira, piaba, parati, lambari, piranha
Répteisjararaca, sucuri, jabuti, jacaré, jibóia
Outros animaisTamanduá, capivara, jacaré, sagüi, jabuti, quati, paca, cutia, siri, tatu, arara
Frutasabacaxi, cajá, mangaba, jenipapo, maracujá
Árvorescopaíba, embaúba, jacarandá, jatobá

Quadros de significados

Palavra em PortuguêsSignificado em PortuguêsPalavra em TupinambáSignificado em Tupinambá
PixaimCabelo, crespoApixa’imCrespo, enrugado
SocarBater, pilarSókPilar, bater com ponta
CutucarTocar em outra pessoa para chamar-lhe atençãoKutúkTocar com objeto pontiagudo, ferir
PipocaGrão de milho estouradoPípókaPele estourada
CaatingaRegião árida no nordeste brasileiroKa’átíngamato branco
CapimmatoKapi’íErva
TocaiaVigia, espreitaTokáiaCabana em que o caçador espreita a caça
Fonte: Museu da Língua Portuguesa
Existem povos indígenas que falam mais de uma língua?

Sim, muitos indígenas falam ou entendem mais de uma língua. Em algumas comunidades, falar várias línguas é comum. Esse fenômeno é conhecido como multilinguismo.

É possível, também, encontrar numa mesma aldeia pessoas que só falam a língua indígena, outros que só falam o Português e outros ainda que são multilingues. A diferença de língua não é, geralmente, impedimento para que os povos indígenas se relacionem e casem entre si, troquem coisas, façam festas ou tenham aulas juntos.

Um bom exemplo disso se encontra entre os índios da família linguística Tukano, localizados em grande parte ao longo do rio Uaupés, na fronteira do Brasil com a Colômbia. Muitas pessoas falam de três a cinco línguas, ou mesmo mais!

lingui

O multilinguismo dos índios do rio Uaupés não inclui somente línguas da família Tukano. Envolve também idiomas das famílias Arúak e Maku, assim como a Língua Geral Amazônica ou Nheengatu, o Português e o Espanhol.

 

 

Existe uma língua principal, que ajude na comunicação entre diferentes povos?

Às vezes uma das línguas torna-se o meio de comunicação mais usado. Os especialistas chamam essa língua de língua-franca.

Por exemplo, a língua Tukano, que pertence à família Tukano, tem uma posição social privilegiada entre as demais línguas dessa família, porque se converteu em língua-franca da região.

Há casos em que é o Português que funciona como língua-franca.

Já em algumas regiões da Amazônia, por exemplo, há situações em que diferentes povos indígenas e populações ribeirinhas falam o Nheengatu, Língua Geral Amazônica, quando conversam entre si.

Como surgiu a Língua Geral Amazônica?

A Língua Geral Amazônica desenvolveu-se nos séculos XVII e XVIII no Maranhão e no Pará a partir da língua Tupinambá, falada em uma enorme extensão ao longo da costa brasileira.

Aos poucos, o uso dessa língua intensificou-se e generalizou-se de tal forma que a partir do início do século XVIII acompanhou a expansão portuguesa na Amazônia, estendendo o seu uso ao longo de todo o vale do rio Amazonas e afluentes. Subindo pelo rio Negro, a Língua Geral Amazônica alcançou tanto a Amazônia venezuelana como a colombiana.

Essa língua foi aprendida por grande parte dos colonos e missionários, sendo ensinada aos índios nos aldeamentos. Desde o final do século XIX, a Língua Geral Amazônica passou a ser conhecida, também, pelo nome Nheengatu (ie’engatú, “língua boa”).

O Nheengatu passou por muitas transformações, mas continua sendo falado nos dias de hoje, especialmente na região do rio Negro. Além de ser a língua materna da população ribeirinha, ela mantém o caráter de língua de comunicação entre índios e não índios, ou entre índios falantes de línguas diferentes.

Você sabia que existiu uma outra língua geral?
linguas-geraisOK

A Língua Geral Paulista teve sua origem na língua dos índios Tupiniquim de São Vicente e do planalto de Piratininga (no atual Estado de São Paulo), que era um pouco diferente da língua dos Tupinambá. No século XVII, já era falada pelos exploradores dos sertões, conhecidos como bandeirantes. Por intermédio deles, a Língua Geral Paulista penetrou no interior de São Paulo, em Minas Gerais, sul de Goiás, Mato Grosso e norte do Paraná.

Há no Brasil índios que não falam mais sua língua?

Sim, a grande maioria dos povos indígenas do Nordeste não fala mais sua língua nativa.

Por que isso aconteceu?

O Nordeste é a região de colonização mais antiga do Brasil. E é nela que existe o menor número de povos indígenas e de línguas nativas. Exatamente porque foi nessa região que surgiram os primeiros aldeamentos missionários.

noroeste_14

Os aldeamentos eram locais onde se fazia a catequese dos índios (educação religiosa). Nos aldeamentos, diferentes grupos indígenas eram obrigados a viver juntos e, para isso, tinham que abandonar seus territórios tradicionais, suas línguas e tradições culturais. Os missionários tentavam a todo custo a conversão dos indígenas ao catolicismo e ao jeito de ser do colonizador.

noroeste_18.1
iranxe_6.1
 

Foi um longo e violento período no qual muitos povos indígenas foram escravizados e maltratados, sofrendo com a fome, as doenças transmitidas pelos não índios, a discriminação e o preconceito. Suas práticas culturais eram muitas vezes proibidas e perseguidas. Por causa dessa forte pressão sobre os seus modos de vida, muitos povos foram extintos e outros foram deixando de valorizar suas tradições e sua língua nativa.

Por que a diversidade de línguas é importante para a humanidade?

Porque cada língua reúne um conjunto de conhecimentos de um povo, saberes únicos. Assim a perda de qualquer língua é, antes de tudo, uma perda para toda a humanidade.

Fontes de informação
  • Aryon Dall´Igna Rodrigues

Línguas Brasileiras – para o conhecimento das línguas indígenas (1986)

  • UNESCO

Vitalidade da língua e línguas em perigo de extinção (2003)

 

Recadinhos

Krysha sex, 26/09/2014 - 23:45

Todas as línguas tem sua

Todas as línguas tem sua diferença e eu não sabia quantas línguas e dialetos existiam entre os índios e acho que nunca deveriam perder sua cultura deveriam passar de pai para filho sem nunca entrar em rico de extinção para mostrar aos próximos curumins que eles tem cultura e que cada um de nós temos uma cultura
ESCOLA:CVR

6°ANO-BRANCO

Letícia Marcilio qua, 17/09/2014 - 19:49

Eu queria saber a as palavras

Eu queria saber a as palavras Indígenas que no caso são essas Lugares,Objetos,Alimentos,Rios,Nomes Próprios e Animais. E a tradução eu estou fazendo na postila da 6 Série

gabriel renan seg, 08/09/2014 - 11:57

Quais são as origens das

Quais são as origens das línguas indígenas?

sandra santos dom, 07/09/2014 - 13:23

urgente: qual o tronco

urgente:
qual o tronco linguístico e a família dos indíos kariri-xocós, localizados em porto real do colégio - alagoas.
MUITO OBRIGADA!!

Equipe PIB Mirim qui, 18/09/2014 - 14:43

Olá Sandra, Os Kariri-Xocó,

Olá Sandra,

Os Kariri-Xocó, assim como outras etnias consideradas "ressurgentes", deixaram de falar a língua tradicional antes que esta pudesse ser documentada. Assim, não se sabe o tronco e nem a família linguística dos Kariri-Xocó.

No entanto, você pode se informar mais sobre o tema no site dos Povos Indígenas do Brasil, neste link: http://pib.socioambiental.org/pt/povo/kariri-xoko

Um abraço!

Paula Yris Coelho de Carvalho sex, 05/09/2014 - 00:06

MUITO BOM ESSE SITE ME AJUDOU

MUITO BOM ESSE SITE ME AJUDOU EM UMA TAREFA DE GEOGRAFIA QUE MINHA PROFESSORA PASSOU NA SALA DE AULA. ERA PRA MIM PESQUISA CIDADES, RIOS, ESTADOS, ANIMAIS E PLANTAS NA NOSSA BELA LÍNGUA INDÍGENA!!! MUITO LEGAL MESMO! ADMIRO MUITO ESSA LÍNGUA! NÃO SOU ÍNDIA MAS MINHA DESCENDÊNCIA É DE POVO INDÍGENA. GOSTEI MUITO DESSE SITE ESPERO QUE AJUDE OUTRAS PESSOAS TAMBÉM PORQUE ME AJUDOU MESMO! VALEU

anna carolyne ladislau cassiano qui, 31/07/2014 - 11:03

obrigado..

obrigado..

anna carolyne ladislau cassiano qua, 30/07/2014 - 12:52

por que falamos português e

por que falamos português e não línguas indígenas?????

Equipe PIB Mirim qua, 30/07/2014 - 17:55

Olá Anna Carolyne, Falamos o

Olá Anna Carolyne,

Falamos o português por causa da colonização do Brasil pelos portugueses. Acessando a seção "Antes de Cabral" (http://pibmirim.socioambiental.org/antes-de-cabral) você verá que, nesse processo, os povos indígenas sofreram violências, tiveram seus territórios invadidos e foram muitas vezes foram proibidos de viver suas culturas e falar suas línguas. Por isso, o português se tornou a língua oficial do Brasil. Mas, ao longo da história, os povos indígenas continuaram falando suas línguas e existem cidades na Amazônia em que línguas indígenas se tornaram línguas oficiais. É o caso de São Gabriel da Cachoeira (AM), em que o Nheengatu e o Baniwa são reconhecidos como línguas oficiais, junto com o Português!
Grande abraço!

joao vitor.m.de.a qua, 18/06/2014 - 14:36

queria saber quais cidades

queria saber quais cidades tem a língua kaingang!

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Para concluir você precisa resolver esta conta e provar que não é um robô tentando invadir o PIBMirim!
1 + 2 =
Resolva esta conta e informe o resultado. Ex.: Para 1+3, informe 4.